quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Meiga, a Esquerdinha I (de Marcos salvatore)

Trilha Sonora: Reggae engajado.

Conheci Meiguinha no Carnaval de 1994: num forrozinho universitário muito do pé-de-chinelo - não vou entrar em detalhes. Queria apenas dizer que aquela "coisinha do Pai", tímida, discretíssima, aprendiz de Carola, iria se tornar (com o tempo) a mulher da minha vida - e, é claro, tesourar, marcando em cima, o meu lado rock'n'roll.
- Como é, Princesa? Vai liberar, ou não vai? Me diz.
- Você só pensa em sexo: o Plano Real ainda nem deu o recado e você, aí, pensando só no seu pauzinho.
- Porra, Meiga! Sermão tem hora certa, criatura. E eu não penso só o em mim coisa nenhuma. Você "Bete Balança" e ainda fica com o líquido, porra!
- Cafajeste. Me dá! Devolve a minha apostila do Kant!
- Então me dá um beijo. Um beijo não, dois: uma na boca - e de língua, que eu não sou otário -, e outro na cabeça da minha pomba. Depois eu quero ket, ket, ket!
- Então tá, só isso? Que bicho-de-sete cabeças. Me dá aqui que eu faço até mais.
- Falou! Tá, mas não esquece da linguine, tem que ter linguine, minha filha. (...) Espera, espera. (...) Está me olhando assim, por quê? (...) Solta, Meiga, eheheh. Qualé? (...) Escuta, olha: Eu te levo, te levo no "Se rasgue", ou sei lá. (...) Para, Meiga. Porra! SOLTA A CABEÇA DO MEU PAU, CARÁI!!!!!!!!

CONTINUA...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...