quinta-feira, 19 de maio de 2011

Inanimado (de Marcos Salvatore)


Cruzei a ponte
Em minha mente apenas sensações
Nunca ultrapassar horizontes
O logo era ali e milhões

Meu mundo era o desejo eterno
E como eu sabia desejar
Sentia o termo e o medo
Dos olhos dispostos a me colecionar
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...