terça-feira, 31 de julho de 2012

PORRE DE ONTEM BLUES (de Marcos Salvatore)

by Jan Saudek




minimize
minimize a cada dia,
mês e ano
a sua fome, a sua carne

muitos bares não são raros
nos dão a elza e o Raul
ficam os calos
uns leves trocados

agora eu pago o preço
daquela falta que a gente marcou
hum, meu bem, um bocado
você bem que tentou me passar tantas pernas

quero aquele gozo de volta,
que rolava firmeza, bem no começo
as gírias, os backs, as pipas
um tcc baseado nas carreiras de tosco desejo

cantando um som de obcecado, de louco
música do avesso, ilegal
as estrofes e as rimas berradas
nesse famigerado blues, refestivo

baixo astral
reticente recomeço
madrugadas e esquinas
nenhum amigo

é claro, é claro
eu sei bem disso que eu já sou
estou tentando me largar, sem levantar, sem reagir
pra você tropeçar, me ferir

jogar um trocado


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...